top of page

O NOME E A COISA

+

PAX



O NOME E A COISA


24 de fevereiro de 2024



Tradição, Fidelidade, Resistência: três palavras, três coisas? Não, apenas uma. Qual? A guarda do depósito da fé. Esse é o papel dos bispos. Dom Lefebvre guardou e protegeu esse depósito. Nós também, da melhor forma possível, queremos protegê-lo. Isso é Tradição.


O papel do bispo é guardar o depósito da fé em sua alma e ao seu redor. Dom Lefebvre negou que fosse o chefe dos tradicionalistas. Negou ter "seguidores". Ele era simplesmente um bispo que resistia. Não queria que nada muito humano atrapalhasse seu testemunho e seu combate. Não queria que a Tradição fosse equiparada a uma seita ou a um movimento de qualquer tipo. A Tradição é a Igreja.


O chefe é Nosso Senhor, e é a Ele que seguimos. Ademais, se seguimos Dom Lefebvre, é porque os chefes, pontífices e santos foram feitos para serem seguidos, porque eles seguem Nosso Senhor.


Dom Lefebvre recusava o título de chefe, mas o fato é que ele era nosso pastor. As ovelhas entenderam claramente que era ele quem iria salvá-las do naufrágio, que era preciso segui-lo, não como "seguidores", mas como católicos, para não perderem suas almas.


No que nos diz respeito, dizemos: somos da Tradição, somos de Dom Lefebvre, somos de Nosso Senhor. Não somos toda a Tradição, mas somos, e queremos ser, da Tradição.


Os outros nomes exprimem nossa determinação de não perder o depósito da fé, nossa determinação de lutar por ele, não com Dom Fellay, mas com Dom Lefebvre. Ele lutou com força e caridade. Isso é Tradição. Esse também é o nosso verdadeiro nome.



+ Tomás de Aquino O.S.B.



U.I.O.G.D.

Posts recentes

Ver tudo

A invisível e silenciosa perseguição

Por S. Exa. Revma. Dom Tomás de Aquino, O.S.B. 9 de março de 2024 + PAX A invisível e silenciosa perseguição Corção, em seu livro O Século do Nada (página 295), no capítulo III, subintitulado "A queda

DOM ANTÔNIO DE CASTRO MAYER

Por S. Exa. Revma. Dom Tomás de Aquino, O.S.B. Que diria Dom Antônio de Castro Mayer sobre a situação atual da Tradição? Que diria ele da disposição ou do desejo, que vimos durante os anos do governo

Comments


*Os artigos publicados de autoria de terceiros não refletem necessariamente a opinião do Mosteiro da Santa Cruz e sua publicação atêm-se apenas a seu caráter informativo.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos, ilustrações ou qualquer outro conteúdo deste site por qualquer meio sem a prévia autorização de seu autor/criador ou do administrador, conforme LEI Nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.

bottom of page