top of page

Comentários Eleison nº 883


Por Dom Williamson

Número DCCCLXXXIII (883) – 15 de junho de 2024


CRIMINOSOS DA COVID


Assim como Deus flagelou os israelitas infiéis,

Agora Ele assusta os católicos apóstatas.


Na época da crise da covid entre 2020 e 2022, quando inúmeros políticos e médicos mentiram para nós dizendo que as “vacinas” assassinas eram “perfeitamente seguras e eficazes”, um dos relativamente poucos heroicos propagadores da verdade foi um inglês honesto, o Dr. Michael Yeadon, com suas décadas de experiência nas altas esferas da Pfizer, e um colosso americano da Big Pharma, apelido da indústria farmacêutica internacional, na qual tantos de nós confiávamos... até a covid. Para assistir a um vídeo da entrevista original na internet, acesse: https://x.com/wideawake_media/status/1654829752090329088 (A transcrição está ligeiramente modificada abaixo para facilitar a compreensão.)


Entrevistador: Obrigado por juntar-se a nós. O senhor é um ex-vice-presidente da Pfizer. Poderia falar-nos brevemente sobre seu cargo lá?


Dr. Mike Yeadon: Durante muitos anos, até 2011, fui responsável pela pesquisa em âmbito mundial, e pelo desenvolvimento inicial na área de novos medicamentos respiratórios e antialérgicos da Pfizer. Estive em contato indireto com duzentas pessoas, através de alguns sites da Internet.


Entrevistador: Isso lhe deu uma visão real do que estava acontecendo no início de 2020?


Dr. Mike Yeadon: Não há muitos aspectos dessa indústria dos quais eu não tenha algum conhecimento, e quando comecei a perceber antigos colegas meus, incluindo o senhor Patrick Vallance(?), dizendo coisas na televisão que eu sabia que não eram verdadeiras, e das quais eu sabia que eles sabiam que não eram verdadeiras, a ficha caiu pra mim, provavelmente em fevereiro de 2020. Lembro-me de ter dito à minha esposa que aquilo não era o que eles estavam dizendo que era. Algo estava acontecendo.


Então, quando vi não só o meu próprio país em confinamento, mas dezenas de outros países em confinamento ao mesmo tempo, diria eu aos seus ouvintes que aquela era a prova de uma operação supranacional. Não poderia ter acontecido somente em âmbito local ou nacional. Portanto, deve ter ocorrido em algum nível superior. Se foi a Organização Mundial da Saúde (OMS) ou o Fórum Econômico Mundial (FEM) ou alguma outra organização, eu não sei. Estou convencido de que essa ação, por si só, demonstra absolutamente, inequivocamente, que o que aconteceu não foi simplesmente que adquirimos algum vírus que estava à deriva e então nós mesmos dissemos: “Oh, todos nós entramos em pânico”. Todos fizeram ao mesmo tempo as mesmas coisas estúpidas, ineficazes, “que se sabe que não funcionam”, e nenhuma delas foi preparada ou planejada para uma pandemia exclusivamente nos seus próprios países, e sei disso porque eu li todos os textos em questão.


Por isso, quando acuso essas pessoas de mentir, faço isso com bastante certeza de que não vão processar-me. Pelo contrário, eu digo: “vamos lá, me processem”. Eu adoraria que isso fosse levado aos tribunais. “Vocês perderão muito”, eu digo-lhes. E por isso eles não não me processarão. O que eles fazem é difamar-me e censurar-me. Eu não me importo mais. Estamos enfrentando algo muito pior do que um suposto vírus. No mínimo, as coisas com as quais as pessoas estão sendo injetadas, as lesões que lhes causam essas chamadas “vacinas”, eu gostaria de poder dizer que foi tudo acidental. Mas não foi acidental. Passei 32 anos no projeto racional de medicamentos. Eu sabia e escrevi, antes mesmo de qualquer uma dessas “vacinas” ter autorização de uso emergencial, que elas eram perigosas. Receio estar convencido, e diria com a mão na Bíblia, diante de um tribunal e de um juiz, que essas injeções foram aplicadas para ferir as pessoas, para mutilar e matar deliberadamente. (Fim da entrevista)


Então quem foram os culpados por trás da covid? Os suspeitos de costume. Aqui está a essência das citações atribuídas a “Henry” Kissinger: 1) Pode-se fazer um dinheiro fabuloso com vacinas para uma pandemia. 2) Com o sucesso da campanha covid, toda a situação mundial mudou. 3) Quando as pessoas aceitam ser vacinadas, o jogo acaba para elas. Kissinger (1923-2023) foi um líder público da Nova Ordem Mundial.


Kyrie eleison.

Comments


*Os artigos publicados de autoria de terceiros não refletem necessariamente a opinião do Mosteiro da Santa Cruz e sua publicação atêm-se apenas a seu caráter informativo.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos, ilustrações ou qualquer outro conteúdo deste site por qualquer meio sem a prévia autorização de seu autor/criador ou do administrador, conforme LEI Nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.

bottom of page